Em um mercado cada vez mais competitivo, em que as exigências dos clientes, as novas tecnologias e os concorrentes surgem a todo momento, é necessário que os gestores tenham controle de cada etapa do seu negócio. É nisso que se baseia a otimização de processos. A partir da padronização das etapas produtivas, é possível diminuir a incidência de erros, ganhar eficiência e garantir mais satisfação, desde o colaborador até cliente final.

Essa lógica também deve ser seguida no ambiente hospitalar. Seja em ações de menor impacto, como na informatização da gestão de estoque e no controle de escala de funcionários, ou naquelas que trazem grandes mudanças na rotina da instituição, como o uso de tecnologias que garantem o armazenamento mais seguro dos dados completos do hospital, todas as etapas são importantes para o sucesso da sua gestão.

Pensando nisso, separamos três dicas importantes para que você possa implementar a otimização de processos em um hospital. Continue lendo e confira!

1. Informatize o hospital

O mundo passa continuamente por uma revolução tecnológica sem precedentes, e a gestão hospitalar não está de fora. Alguns processos, como a digitalização de documentos, a automação de procedimentos, o controle de pessoal, a gestão de leitos, o agendamento de cirurgias, a manutenção do maquinário hospitalar, dentre outros, devem estar integrados e otimizados, para que alcancem máxima eficiência.

Por isso, a informatização de todas as áreas de um hospital é crucial para a melhoria dos seus processos, influenciando, até mesmo, no diagnóstico e no tratamento dos pacientes.

2. Mapeie as atividades de trabalho

Para a otimização de processos, é necessário que todas as atividades de trabalho sejam mapeadas e suas etapas sejam previstas e analisadas. A partir disso, com a ajuda de tecnologias, como um software de gestão hospitalar, crie indicadores de desempenho para cada setor. Essa ação objetiva que quaisquer problemas sejam identificados de forma rápida e efetiva.

Por isso, adote uma ferramenta que forneça relatórios e dashboards de todos os processos existentes no seu hospital, como a marcação de cirurgias, o tempo de pacientes em leitos, o controle de estoque e, até mesmo, a escala de funcionários. De posse desses dados, as tomadas de decisões administrativas são facilitadas, o que otimiza os processos como um todo.

3. Identifique pontos de melhoria

Ao concluir as etapas acima, realize um diagnóstico e identifique pontos importantes como: quais áreas são eficientes? Quais podem ser melhoradas? De que forma? Afinal, a otimização de processos deve ser contínua e fazer parte da cultura organizacional de qualquer empresa, inclusive de uma unidade hospitalar.

Por isso, caso você deseje implantar uma gestão mais inovadora na sua unidade, lembre-se que a implementação da solução correta pode gerar muitos benefícios à instituição e também à sua equipe. Afinal, com a otimização dos processos, todos saem ganhando: você é capaz de gerir melhor e, certamente, sua equipe terá mais comprometimento e envolvimento, garantindo, assim, o sucesso do trabalho.

Gostou das nossas dicas sobre otimização de processos em um hospital? Então compartilhe-as com seus amigos nas redes sociais!

Powered by Rock Convert