Um dos ambientes de trabalho mais complexos para se gerenciar é, sem dúvidas, um hospital. É preciso coordenar diferentes fatores e dados, trabalhar com cenários financeiros — muitas vezes, desfavoráveis — e lutar para que a margem de erro seja mínima. Afinal, estamos falando da saúde das pessoas. Então, como lidar com a rotina hospitalar?

As demandas do gestor de uma instituição nesse segmento são muitas, o que exige planejamento, integração de setores, padronização de procedimentos e análise de resultados, além, é claro, do uso de tecnologias para a automatização de processos e a segurança de dados. Sem esses fatores alinhados, todo o trabalho acaba sendo impactado de forma negativa, o que pode tornar a equipe improdutiva e sobrecarregada.

Neste post, elencamos 5 dicas para que você consiga lidar, de maneira mais eficiente, com a rotina de um hospital. Acompanhe!

Quais os 5 passos para melhorar a rotina hospitalar?

Uso da tecnologia, promoção do relacionamento entre os colaboradores e adoção de protocolos. Veja, em detalhes, as dicas para a otimização da rotina do hospital.

1. Estabeleça um planejamento estratégico

Estabelecer metas de curto, médio e longo prazo, bem como estratégias a serem implementadas, pode garantir uma gestão mais inteligente e eficiente ao hospital. É preciso ter em mente a situação atual da instituição e os passos que precisam ser seguidos para se atingir melhorias.

Para isso, é preciso fazer um diagnóstico amplo do contexto em que se está inserido. Também, ter clareza sobre as diretrizes de posicionamento que devem ser dadas pelos proprietários ou acionistas, por meio do conselho de administração.

Por meio desse planejamento, é possível prever quais serão as otimizações priorizadas, como a compra de novos equipamentos, a contratação de pessoal ou a utilização de um sistema de apoio à gestão. Assim, será possível executar as ações de forma tática, evitando imprevistos para aprimorar a rotina hospitalar.

2. Use a tecnologia para integrar e otimizar processos

Se você quer encontrar soluções de como lidar com a rotina de um hospital, saiba que é fundamental priorizar a adoção de tecnologias que vão otimizar os processos. A implementação de um software de gestão hospitalar, por exemplo, poderá facilitar o acesso às informações e integrar todos os procedimentos.

Além disso, melhora a produtividade da equipe e aprimora o atendimento ao paciente, reduzindo seu tempo de espera. Os dados dos pacientes, como prontuários, exames, laudos e pedidos médicos ficam na nuvem, o que permite aos colaboradores desenvolver suas atividades de forma mais segura e com mais qualidade, diminuindo a taxa de erros ou desperdícios.

Existem plataformas que automatizam, inclusive, o agendamento de cirurgias, facilitando o caminho entre o pedido do médico e a autorização pela operadora.

É impossível fazer a gestão hospitalar sem contar com inovações que vão automatizar os procedimentos — não só relativos a atendimentos aos pacientes, mas também à parte financeira, ao estoque e à organização da escala de funcionários.

3. Promova a comunicação entre os colaboradores

Um dos vários desafios enfrentados pelo gestor hospitalar é orquestrar o trabalho de equipes multidisciplinares com diferentes graus de autonomia. Por isso, é importante que os colaboradores trabalhem de forma integrada e comuniquem-se para agilizar a execução das atividades, de forma a reduzir o tempo de espera dos pacientes e evitar erros.

Sem a iniciativa de colocar a comunicação como fator central do gerenciamento, a tendência é que cada colaborador ou área crie suas próprias maneiras de lidar com as situações. Isso não é recomendável, uma vez que o trabalho de um setor pode impactar diretamente os outros.

Powered by Rock Convert

É possível estabelecer padrões que devem ser seguidos por todos os colaboradores, também, por meio de softwares específicos. Esses programas podem disponibilizar plataformas de comunicação e integrar diferentes setores, disponibilizando, em tempo real, informações sobre os pacientes e o andamento de procedimentos.

4. Adote protocolos assistenciais

Para evitar falhas, gastos desnecessários, internações prolongadas e até desperdício de materiais, é fundamental estabelecer padrões aos processos de atendimento do hospital. Como fazer isso? Com a utilização de protocolos assistenciais, medida que guiará os colaboradores e que resulta em serviços de melhor qualidade, além de redução de despesas.

Esses protocolos são registros documentais em que é possível descrever, de forma detalhada, quais são as abordagens de cuidado que devem ser adotadas em cada caso, bem como as rotinas que precisam ser estabelecidas para cada paciente.

Eles descrevem as situações de cuidado com as nuances operacionais e servem para dar suporte às atividades dos profissionais envolvidos. Cada protocolo é composto de vários procedimentos que discriminam as necessidades de intervenções, tratamentos e do uso de fármacos.

5. Analise os resultados

É importante adotar um sistema de gestão com base no mapeamento de alguns indicadores de performance. Com isso, é possível fazer o monitoramento dos resultados, o que facilitará na tomada de decisões em busca de melhorias.

Algumas das métricas para uma administração eficiente da rotina hospitalar são:

  • índice de satisfação dos pacientes;
  • tempo de espera para atendimento;
  • taxa de ocupação hospitalar;
  • taxa de ocorrências relativas a falhas de equipamentos ou serviços;
  • tipos de atendimentos mais realizados;
  • tempo médio de alta hospitalar;
  • desempenho individual de colaboradores e setores.

Quais as vantagens de ter um programa de otimização da rotina hospitalar?

Quando a instituição hospitalar é organizada, com processos bem definidos, o gestor pode fazer seu trabalho de forma mais estratégica. É preciso ter padrões estabelecidos e indicadores de desempenho que permitam identificar os pontos de atenção para orientar as ações e melhorar a capacidade de decisão.

Sem isso, todas as ações serão baseadas em experiências anteriores ou mesmo em impressões e opiniões. Ter acesso aos fatos e dados é imprescindível para que a administração de qualquer empreendimento seja feita de maneira profissional. Desse modo, é mais fácil mobilizar as equipes em torno do que precisa ser feito.

É notório que a gestão de uma instituição de saúde não é trivial. Diversas iniciativas comuns e que dão resultados em empresas de outros setores são de difícil aplicação, porque, no caso dos hospitais, o foco principal jamais pode ser apenas no lucro.

É preciso balancear o retorno aos acionistas com a qualidade do serviço prestado, já que estamos lidando com a saúde das pessoas. Exatamente por isso, ter a rotina hospitalar atingindo altos níveis de performance é algo que faz toda a diferença.

Todo desperdício precisa ser evitado e os recursos devem ser utilizados sempre da maneira mais inteligente. Dessa forma, é possível aumentar o faturamento e reduzir os custos, sem prejuízos ao atendimento aos pacientes.

Saber como lidar com a rotina hospitalar exige uma gestão inteligente. Para tanto, o uso de sistemas de gestão torna-se fundamental para garantir um atendimento de qualidade. Eles aumentam a capacidade de coletar e interpretar informações, facilitam a comunicação e dão visibilidade a respeito do funcionamento de cada processo.

Gostou dessas dicas? Aproveite e assine nossa newsletter para ficar sempre por dentro das novidades!

Powered by Rock Convert