A gestão na área médica está se tornando cada vez mais profissional. Diversos métodos utilizados já há algum tempo por outras indústrias vêm sendo incorporados como o intuito de melhorar a qualidade do atendimento, mas sem perder de vista as margens corporativas. E, nesse sentido, os indicadores de desempenho utilizados no centro cirúrgico têm papel fundamental.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para que você possa entender melhor o funcionamento dessas métricas e como elas podem fazer toda a diferença no dia a dia da sua unidade hospitalar. Continue a leitura para conferir!

O que são indicadores de desempenho?

Basicamente, trata-se de expressões matemáticas que tornam mensurável a eficiência com que uma empresa está alcançando, ou não, os seus principais objetivos. Hoje, as organizações usam esses indicadores nos mais diversos níveis estratégicos, táticos e operacionais para avaliar seu sucesso ao atingir metas.

Tais métricas, por vezes, são chamadas de KPIs (sigla em inglês para Key Performance Indicators). No entanto, se observarmos com rigor, os KPIs são apenas um tipo de indicador, usado nos casos em que é necessário medir questões-chave para a organização.

Existem ainda outras métricas que dão aos gestores uma noção real do que está acontecendo ao longo do processo — são os chamados indicadores-meio, ou itens de controle. Na verdade, podemos estabelecer indicadores para avaliar todas as atividades de um negócio, como vendas, marketing, gestão de pessoas, suporte e outros.

O professor Vicente Falconi, conhecido como um guru da gestão no Brasil, tem uma frase celebre: “gestão é promover resultados, resolvendo problemas, implantando mudanças e buscando métodos”. E, para tanto, os indicadores de desempenho são fundamentais. São eles que dão uma visão completa sobre o desempenho dos processos e mostram o caminho para o que precisa ser feito.

Qual é a aplicação dos indicadores no centro cirúrgico?

Os indicadores de desempenho têm ampla aplicação em um hospital. Eles podem ser utilizados em todas as rotinas administrativas, no controle de compras de insumos e dos estoques etc. Também, nas atividades diretamente relacionadas à prestação do serviço médico, como a análise do fluxo de pacientes, a avaliação dos atendimentos, os períodos médios de alta e a identificação de características populacionais.

Especificamente no centro cirúrgico, a sua utilização é fundamental. Essa, aliás, é uma das áreas mais representativas em uma instituição de saúde. Afinal, é onde ocorrem os procedimentos que podem fazer toda a diferença na situação dos pacientes, bem como um dos principais geradores de receitas e custos. Justamente por isso, esforços devem ser concentrados em melhorar o seu gerenciamento.

Os principais usos dos indicadores de desempenho no centro cirúrgico

Nesse setor, as métricas usadas podem abranger as mais diversas ações que ali acontecem. Sua aplicação é útil na fase do agendamento das cirurgias, por exemplo, ajudando a monitorar os tipos de solicitações e os períodos para as autorizações, ou a quantificar as taxas de cancelamento e atraso.

O mesmo ocorre na avaliação de recursos humanos, na medida em os indicadores permitem saber quais especialidades médicas estão presentes no corpo clínico do hospital. Também é possível monitorar os gastos com materiais de apoio e o tempo de duração de cada procedimento, além da recuperação dos pacientes e a satisfação deles com o serviço que foi oferecido.

Em suma, os indicadores de desempenho são ferramentas imprescindíveis para aumentar a produtividade, pois dão o suporte para que a gestão consiga otimizar o aproveitamento dos recursos empregados no centro cirúrgico. E, para aproveitar todos esses benefícios ao máximo, o investimento em um sistema computacional de apoio à coleta e ao cálculo dessas métricas pode ser primordial.

Agora, se você achou este conteúdo interessante, confira também como aumentar a eficiência no atendimento do centro cirúrgico!

Powered by Rock Convert