Com o propósito de melhorar a rotina de trabalho de agendamento do seu centro cirúrgico, maximizar a receita e aprimorar a experiência da sua equipe e pacientes, separamos 3 maneiras de otimizar o fluxo.

Entenda como algumas práticas de excelência podem ajudar a utilizar melhor a estrutura das salas de cirurgias, engajar médicos e até mesmo melhorar as taxas de ocupação e reduzir o tempo entre a identificação da necessidade cirúrgica até sua autorização e agendamento. Confira as dicas!

  1. Invista em soluções inovadoras

Quando feito de forma manual, o processo de agendamento de cirurgias pode ser extremamente moroso e confuso — isso sem falar nas inúmeras possibilidades de erros. Afinal, são diversas as informações que precisam ser compartilhadas, muitas as partes envolvidas (médico, hospital, plano de saúde, paciente) e muitas as providências a serem tomadas para que tudo dê certo.

Ter todos os casos cirúrgicos centralizados em uma única plataforma – que pode ser acessado em qualquer lugar e qualquer hora – garantirá que todos estejam conectados. A plataforma inteligente de cirurgias da Intelectah, por exemplo, é uma das soluções que tem o intuito de transformar e inovar o processo do centro cirúrgico.

Com ela, o hospital automatiza as atividades desde o pedido inicial do médico, passando pelo processamento do hospital até todo o trâmite de interações com as operadoras. Além disso, consegue ter o benefício de manter todos os envolvidos 100% conectados, o que propicia maior agilidade, praticidade, controle e uma comunicação em tempo real e sem ruídos.

2. Planeje ações, recursos e analise métricas

É possível pensar em um hospital como outra empresa qualquer — com a diferença crucial, é claro, de que nele se lida com vidas humanas. Ainda assim, em termos gerenciais, diversas questões podem ser analisadas de forma análoga.

Uma instituição de saúde também lida com vários aspectos, desde a gestão de pessoas a financeiros. Por isso é fundamental ter um bom planejamento. A postura de um bom gestor é assumir o seu real papel que vai além das relações humanas, cabe ao profissional de saúde também analisar, interpretar as orações e traduzi-las para o dia a dia, mas para isso, é precisa ter conhecimento de toda estrutura, mapear os recursos disponíveis, desde leitos, materiais de uso e consumo em cirurgias até a quantidade de médicos que o hospital possui, incluindo as especialidades e horários de cada um.

Desse modo, o gestor consegue se empoderare estabelecer um controle efetivo sobre todas as áreas. É munido desse todo, que consegue decidir sobre a melhor utilização de cada recurso num dado momento, envolvendo a equipe e respeitando a integridade dos pacientes.

Powered by Rock Convert

O conjunto dessas atividades é primordial para que a utilização da sala cirúrgica seja feita da melhor forma, buscando um equilíbrio entre a qualidade dos serviços prestados e a preservação das margens corporativas. E claro, é fundamental gerenciar sempre com base em métricas.

Um ponto importante dentro dessa ideia de planejar as ações é estabelecer indicadores de desempenho para monitorar a operação do dia a dia. Em outras palavras, é preciso conhecer os níveis de consumo de material, o tempo médio empregado em cada tipo de cirurgia e as suas taxas de sucesso. Afinal, só é possível gerenciar aquilo que se mede. Vejamos alguns exemplos:

  • Ocupação de leitos

  • Tempo médio de permanência

  • Rotatividade de leitos

  • Indicadores obrigatórios e administrativos

 

3. Fique atento na informatização dos processos

Basicamente, a gestão sistêmica busca integrar todas as áreas do negócio, desde o mais baixo nível operacional até a alta direção. Por meio dessa abordagem é possível assegurar a qualidade e o controle de custos, uma vez que há a visão de como determinado fator interfere em outro.

Para que isso seja feito de forma efetiva, contudo, é muito importante buscar a informatização dos processos por meio de soluções tecnológicas que permitam agilidade e disponibilidade de informações.

Gerenciar uma unidade com tantas características específicas, como um hospital, utilizando planilhas e formulários pode ser algo demorado, que gera muito retrabalho e mais sujeito a erros. Quanto maior for a disponibilidade e confiabilidade das informações, mais facilitado será o trabalho do gestor, que poderá focar no que realmente traz resultados.

Sim, existem inúmeras formas de melhorar a gestão hospitalar e otimizar o fluxo do seu centro cirúrgico. Com algumas dessas, você pode aumentar a quantidade de procedimentos e iniciar estudos que podem te guiar para o mix de procedimento ideal do seu hospital.

Quer saber mais detalhes de como a nossa tecnologia pode te ajudar na otimização do seu processo, clique aqui e entre contato com o nosso time!

Powered by Rock Convert