Um maior retorno de satisfação pelo agendamento de cirurgia em clínicas e hospitais é o mesmo que mais eficiência e lucratividade. A relação parece óbvia, mas, para se chegar lá, é preciso adotar algumas importantes e eficazes práticas de gestão.

As ações voltadas ao agendamento são ferramentas que impactam a percepção dos usuários e podem melhorar a imagem da casa de saúde. Como você sabe, o processo de marcação de cirurgia não reside apenas na intervenção, mas passa por uma série de etapas complexas.

Neste post veremos como esse processo pode ser melhorado. Para isso, vamos trazer 4 dicas de como aperfeiçoar esse agendamento. Vamos lá?

Agendamento de cirurgia: processo complexo

Grande parte das dificuldades da marcação de cirurgia está nos bastidores. Não basta agendar e está tudo resolvido. Existe o processo de administração do hospital, o que envolve muitos detalhes no agendamento antes de chegar ao procedimento cirúrgico.

Implica por exemplo, na autorização, nos suprimentos do centro cirúrgico, incluindo esterilização, farmácia, banco de sangue, unidade de terapia intensiva, laboratório, diagnóstico por imagem, e muitos outros pontos.

Não sendo bem conduzida a marcação, o processo pode trazer riscos. Então, pensando nisso, trouxemos quatro dicas que podem melhorar o agendamento de cirurgia e trazer maior segurança aos envolvidos e mais eficiência na gestão hospitalar.

1.Rever os processos de recepção das solicitações

Após o agendamento de uma cirurgia, é preciso abrir e rever uma série de protocolos a fim de proporcionar o melhor e mais eficiente serviço. Entre as solicitações dos processos estão a conferência de documentos, a revisão técnica, cotações, autorizações e pré-internação.

Revisados esses procedimentos de recepção que envolvem a solicitação, a próxima dica alerta para a questão das responsabilidades.

2. Responsabilidades dos envolvidos

O levantamento de dados ao utilizar a revisão documental antes da cirurgia, vai também exigir que as responsabilidades dos envolvidos sejam definidas. Após identificadas, as obrigações são documentadas para que não ocorram problemas futuros.

3. Melhores práticas

Existe uma grande preocupação com a qualidade nas empresas de saúde. a busca por melhores práticas a fim de atender o mercado competitivo e os clientes que estão mais conscientes de seus direitos.

São inúmeros os indicadores que podem ser realizados no bloco operatório, tanto  voltados à estrutura como aos processos e aos resultados. Outro indicador é o tempo médio de limpeza da sala de operação e o intervalo entre cirurgias, pois possuem relação com as atividades de infraestrutura.

Por isso, o desempenho vem sendo medido, pois é de essencial importância para o melhoramento dos processos de trabalho. Promove a satisfação e reduz custos operacionais.

4. Automatização da solicitação da cirurgia

Facilitar o agendamento de cirurgia e todo o universo que cerca esse serviço é imprescindível. Ele reduz as ausências do agendado, agrega os profissionais envolvidos por meio de uma agenda online, reduz os custos de secretárias e ligações entre outros benefícios.

Dessa forma, um sistema de tecnologia pode oferecer informações a fim de tornar o atendimento mais rápido,constante e eficaz.

Modernizar o sistema de agendamento de cirurgia vai melhorar o atendimento, pode atrair novos clientes e com isso, proporcionar o crescimento do seu negócio.

Inovar nos diversos serviços que envolvem o agendamento de cirurgia é essencial para maior eficiência na gestão hospitalar. Com isso, também seu empreendimento de saúde poderá evitar erros ou falhas. E assim, realizar as tarefas que envolvem o procedimento de uma forma mais segura e eficiente.

Quer transformar o processo de solicitação de cirurgia automatizando desde o pedido do médico até o processamento do hospital e a interação com a operadora? Assine nossa newsletter e saiba cada vez mais sobre o assunto!

Powered by Rock Convert