As inovações propiciadas pelos avanços tecnológicos oferecem diversos benefícios ao setor da saúde. Porém, é importante estar atento a algumas questões para poder aproveitar todas essas vantagens, e uma delas diz respeito à integração com sistema de gestão hospitalar.

Todos os softwares utilizados pela instituição para fins específicos — como a gestão de leitos, o agendamento de cirurgias ou o controle de estoques, bem como as práticas administrativas em geral — precisam estar alinhadas ao sistema principal, que suporta o funcionamento das operações.

Afinal, se cada departamento adotar soluções próprias sem que haja interligação entre elas, em vez de ganhar eficiência é possível até que o número de problemas aumente. No artigo de hoje, você poderá conferir mais informações a respeito da integração com sistema de gestão hospitalar. Continue sua leitura para conferir!

Qual é a importância de ter um sistema de gestão integrado?

O sistema de gestão hospitalar é um meio utilizado para armazenar, controlar e administrar todas as informações relativas aos processos que fazem uma instituição de saúde funcionar. Desde aqueles ligados ao atendimento, como admissão de pacientes, ocupação de leitos e pedidos de procedimentos médicos, até os que dão suporte ao dia a dia, como compras, gestão de pessoas, financeiro etc.

É usual, porém, que um hospital opte por uma solução específica em alguma dessas áreas, seja por entender que ela funciona melhor para suas necessidades ou mesmo por uma questão de custo. Quando isso acontece, é importante trabalhar no sentido de interligar todos esses subsistemas em um grande sistema integrado, que lhe permitirá uma visão ampla dos processos e a compreensão de como determinada decisão afeta em outras.

Por exemplo, quando se opta por comprar um lote maior de um medicamento devido a uma boa condição com o fornecedor, qual é o impacto disso no fluxo de caixa? O consumo médio desse remédio justifica a compra, em face da data de vencimento? Se essas informações não estiverem integradas, não há como ter respostas robustas para tais questionamentos.

É preciso, portanto, ter em mente quais são os seus objetivos com o sistema desde o início da implantação, para buscar soluções auxiliares que possam ser integradas de maneira mais fácil e com custos mais baixos. Ainda assim, vale dizer que investir em software de gestão vale mesmo a pena, pois diminui desperdícios, simplifica o fluxo burocrático e permite um cuidado mais direcionado aos pacientes.

Quais aspectos devem ser observados nesse sentido?

Ao adotar um sistema em sua instituição, é muito importante fazer uma pesquisa no mercado para avaliar não só os gastos com a implantação, mas também a efetividade do que está sendo oferecido. É preciso se certificar de que o software dará as informações de interesse, por meio de relatórios fáceis de serem acessados, e que seja tranquilo alimentá-lo e utilizá-lo no dia a dia.

Outra questão importante diz respeito à segurança da informação. Os dispositivos modernos de hoje já estão orientados a isso: o armazenamento de dados na nuvem é mais seguro do que em drives físicos, por exemplo.

Como vimos, há uma série de processos que podem ser integrados em uma instituição de saúde. Pensando em uma solução para o agendamento de cirurgias, nessa lógica de integração com sistema de gestão hospitalar, a Intelectah oferece o produto certo para atender às suas necessidades por meio da Plataforma Neoh.

Temos sólida experiência nesse processo e disponibilizamos aos nossos clientes uma opção on-line, que coloca todos os envolvidos em um mesmo ambiente, ideal para desburocratizar e melhorar a comunicação. Ficou interessado? Entre em contato conosco para saber mais!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert